Encontro com aposentados da ADUFRGS-Sindical encerra o ano com o tema Amor: Uma Prática Biopsicossocial

Na tarde de 16 de dezembro, a ADUFRGS-Sindical em parceria com seu Núcleo de Multiatividades realizou a última edição do ano do Encontro com aposentados, que abordou o tema “Amor: Uma Prática Biopsicossocial”.

O encontro virtual transmitido ao vivo pelo YouTube e Facebook do sindicato contou com a palestra das professoras e palestrantes Ana Boff de Godoy e Cleidilene Ramos Magalhães, ambas da Universidade Federal de Ciências da Saúde (UFCSPA). A mediação do debate foi feita pela professora aposentada Dinorá Fraga, da FACED-UFRGS.

Na abertura da live, a professora Sônia Mara Ogiba, diretora de Comunicação da ADUFRGS-Sindical, comentou sobre a relevância do evento, que acontece quinzenalmente em formato virtual. “Os encontros com aposentados têm sido muito produtivos e trazem temas importantíssimos, leves e interessantes para o cotidiano de nossos filiados e filiadas”, salientou. “É com grande satisfação que a ADUFRGS-Sindical promove esse encontro com um tema significativo, Amor: Uma Prática Biopsicossocial, que é resultado de um projeto muito bonito desenvolvido por duas instituições de nossa base, a UFRGS e a UFCSPA”, destacou.

A professora Sônia referiu que o amor é um tema milenar e recebe nomes diferentes em outras culturas nas civilizações do mundo. “O amor é conhecido como Eros, o Deus grego do amor e do desejo, Àgape, uma palavra grega que significa amor, uma entrega incondicional, Philia, que está relacionada aos laços de amizades entre os seres”, ressaltou. “Estamos vivas e vivos na pandemia por causa da prática do amor.”

Com muita emoção, a diretora fez uma homenagem à intelectual feminista negra bell hooks, que faleceu recentemente, dia 15 de dezembro. “Ela foi um ícone do pensamento feminista negro e deixou uma imensa obra traduzida em vários idiomas. Seu legado traz uma grande contribuição para o campo da educação.  Cito aqui a Trilogia do Amor. Ela defende que o amor é mais do que um sentimento, é uma ação capaz de transformar o niilismo, a ganância e a obsessão pelo poder que dominam nossa cultura.”

A professora Cleidilene fez um relato sobre sua experiência na criação da disciplina sobre o amor na UFCSPA.  “Foi uma disciplina planejada amorosamente em 2021 com a participação de professores de diversas áreas que incentivaram o debate sobre o tema com os alunos. O amor é um sentimento humano, uma prática biopsicossocial”, defendeu. “Foi um desafio orquestrar a diversidade das pessoas. Estamos sempre aprendendo a amar.”

De acordo professora Ana, a disciplina Amor: Uma Prática Biopsicossocial nasceu no contexto da pandemia. “A UFCSPA foi a primeira a realizar a EAD emergencial durante a pandemia. Então, vimos a necessidade de pensar a possibilidade de atuação e inclusão do amor na academia”, relatou. “bell hooks apontou novas perspectivas sobre o amor. Para a autora, amar é um ato de vontade. Não dá para ser docente sem amar a sua disciplina e os sujeitos no ato de ensino e aprendizagem”, expressou. “Precisamos refletir como nos colocamos frente aos outros e às diferentes formas de amar.”

A professora Dinorá salientou que o amor universal é um grande desafio frente à pandemia. “A disciplina sobre o amor é fundamental para aprofundar esse tema com a comunidade acadêmica e a comunidade em geral, pois somente o amor cura”, concluiu.

O professor Otto Koller, coordenador do Núcleo de Multiatividades, aproveitou o momento para desejar um Feliz Natal e Ano Novo para todos os aposentados/as.

Comments powered by CComment

No thoughts on “Encontro com aposentados da ADUFRGS-Sindical encerra o ano com o tema Amor: Uma Prática Biopsicossocial ”