ADUFRGS-Sindical denuncia corte de 14,5% no orçamento da Educação

A ADUFRGS-Sindical reitera sua posição contrária aos sucessivos cortes no orçamento da Educação. Desta vez foi o corte orçamentário de mais de R$ 1 bilhão que atingiu as Universidades e Institutos Federais. A medida foi realizada na última sexta-feira (27), pelo Governo Federal. 

ADUFRGS-Sindical repudia cobrança de mensalidade em universidades públicas

ADUFRGS-Sindical tem como princípio a defesa de uma educação pública, de qualidade e gratuita.  Desta forma é totalmente contrária a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição 206/2019 (PEC) que pretende que seja cobrada a mensalidade dos alunos em universidades públicas.

O texto da PEC que é de autoria do deputado general Peternelli e relatada por Kim Kataguiri, que também é favorável, ambos filiados ao Partido União Brasil, inclui um parágrafo no artigo 207 da Constituição onde diz que "as instituições públicas de ensino superior devem cobrar mensalidades, cujos recursos devem ser geridos para o próprio custeio, garantindo-se a gratuidade àqueles que não tiverem recursos suficientes, mediante comissão de avaliação da própria instituição e respeitados os valores mínimo e máximo definidos pelo órgão ministerial do Poder Executivo".

Estão postos como valores inegociáveis da ADUFRGS-Sindical a democracia, a pluralidade, a luta, a união, a representatividade, a sustentabilidade, a excelência e eficiência. E acredita que cada vez mais a universidade pública brasileira deve ampliar o atendimento e o acesso aos estudantes com as ações afirmativas, assegurar a lei de cotas garantindo, assim, maior presença de filhos e filhas da classe trabalhadora, de negros e negras, indígenas e da população LGBTQIA+.

Deste modo, a ADUFRGS-Sindical irá cobrar um posicionamento dos deputados federais, com destaque para a bancada gaúcha contrária a este verdadeiro descalabro à educação pública do País. Além de pressionar para que os parlamentares gaúchos votem contra a proposta, irá divulgar amplamente o nome dos que apoiarem-na.

A ADUFRGS-Sindical convoca todos os seus filiados (as) e a comunidade estudantil a dizer não à PEC 206/2019. Todos e todas em defesa da Educação Pública, Gratuita e de Qualidade!

 

ADUFRGS-Sindical 

NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE POSSÍVEL GREVE DOS PROFESSORES

Acesse o Informativo Plantão enviado em 20/05/2022.

Tema: NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE POSSÍVEL GREVE DOS PROFESSORES

Leia mais aqui.

ADUFRGS-Sindical lamenta profundamente o falecimento de Neusa Yolanda Ilha

A ADUFRGS-Sindical lamenta profundamente o falecimento, na terça-feira, 17, de Neusa Yolanda Ilha, mãe da professora Maria de Lourdes Ilha Gomes, diretora de Assuntos da Carreira do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT) do Sindicato.

ADUFRGS-Sindical lamenta o falecimento de Valdacyr Scomazzon

A ADUFRGS-Sindical amanheceu triste na manhã desta terça-feira, 10, com a notícia do falecimento de seu filiado Valdacyr Scomazzon, professor aposentado da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

ADUFRGS-Sindical lamenta e repudia ação judicial contra o Instituto de Artes

A ADUFRGS-Sindical vem lamentar novamente que a atual Gestão da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) entenda que o caminho é a judicialização de nossos debates internos, pois pela segunda vez move ação judicial contra professores da UFRGS, que apenas estão cumprindo suas funções administrativas. Vimos também prestar todo o apoio aos colegas do Instituto de Artes (IA) no seu pleito de um espaço físico adequado para trabalhar, além de expressarmos o entendimento de que a liberdade de expressão e manifestação, que conquistamos após anos de ditadura, não podem ser suprimidos por ações judiciais.

Nota de falecimento

A ADUFRGS-Sindical lamenta profundamente o falecimento do professor Amarilio Vieira de Macedo, um querido colega e companheiro de luta, filiado do sindicato.

X