ADUFRGS-Sindical lamenta profundamente o falecimento de Neusa Yolanda Ilha

A ADUFRGS-Sindical lamenta profundamente o falecimento, na terça-feira, 17, de Neusa Yolanda Ilha, mãe da professora Maria de Lourdes Ilha Gomes, diretora de Assuntos da Carreira do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT) do Sindicato.

ADUFRGS-Sindical lamenta o falecimento de Valdacyr Scomazzon

A ADUFRGS-Sindical amanheceu triste na manhã desta terça-feira, 10, com a notícia do falecimento de seu filiado Valdacyr Scomazzon, professor aposentado da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

ADUFRGS-Sindical lamenta e repudia ação judicial contra o Instituto de Artes

A ADUFRGS-Sindical vem lamentar novamente que a atual Gestão da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) entenda que o caminho é a judicialização de nossos debates internos, pois pela segunda vez move ação judicial contra professores da UFRGS, que apenas estão cumprindo suas funções administrativas. Vimos também prestar todo o apoio aos colegas do Instituto de Artes (IA) no seu pleito de um espaço físico adequado para trabalhar, além de expressarmos o entendimento de que a liberdade de expressão e manifestação, que conquistamos após anos de ditadura, não podem ser suprimidos por ações judiciais.

Nota de falecimento

A ADUFRGS-Sindical lamenta profundamente o falecimento do professor Amarilio Vieira de Macedo, um querido colega e companheiro de luta, filiado do sindicato.

ADUFRGS-Sindical assina nota de repúdio pela liberação do uso obrigatório de máscara em ambientes fechados

A ADUFRGS-Sindical é uma das signatárias da nota de repúdio da Associação Mães e Pais pela Democracia (AMPD) e entidades ao prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, “pela precipitada e ilegal liberação do uso obrigatório de máscara em ambientes fechados”. 

Nota de Falecimento

A ADUFRGS-Sindical lamenta profundamente o falecimento do professor Julio Cesar de Oliveira, do Departamento de Economia e Relações Internacionais da Faculdade de Economia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Filiado ao Sindicato, o professor Oliveira era professor da universidade desde 1998. O velório ocorreu no sábado, 12.

Nota de Falecimento

A ADUFRGS-Sindical lamenta profundamente o falecimento do professor Emerson Antonio Contesini. Filiado ao Sindicato, o professor Emerson foi diretor da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Nota de Falecimento

A ADUFRGS-Sindical lamenta profundamente o falecimento da professora filiada ao sindicato, Carmen Lins Baia de Solari, ocorrido dia 9 de fevereiro. Ela integrou o Departamento de Estudos Básicos da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e o Programa de Pós-Graduação em Educação da UFRGS. A professora Carmen deixou um legado na área de formação de professores, formando gerações de pesquisadores em educação.

Neste momento de tristeza, o sindicato presta homenagem à trajetória da docente na educação e manifesta solidariedade aos seus familiares, colegas e amigos.

Veja a nota da FACED/UFRGS.

Nota do GT Saúde ADUFRGS-Sindical sobre o tempo de isolamento e quarentena para evitar a transmissão da Covid-19

A ADUFRGS-Sindical é solidária as entidades que não concordam com a diminuição do tempo de isolamento e quarentena para a Covid19

Veja a nota do GT Saúde da ADUFRGS-Sindical.

Nota do GT Saúde ADUFRGS-Sindical sobre o tempo de isolamento e quarentena para evitar a transmissão da Covid-19

Desde o final de dezembro, está ocorrendo aumento exponencial do número de casos de infecção pela variante Ômicron no RS e no país. Diante da disseminação desta variante, que apresenta picos de transmissão e sintomas diversos de outras variantes do coronavírus e do reflexo da mesma na força de trabalho, tem sido discutido qual o tempo indicado de isolamento das pessoas infectadas e de quarentena para quem entrou em contato com pessoas infectadas. Vários órgãos sanitários internacionais e nacionais se posicionaram sobre este tempo de isolamento e quarentena com orientações divergentes. Após a leitura de resoluções e pareceres sobre o tema e discussão com os representantes do GT Saúde Adufrgs, chegou-se ao seguinte consenso:

1) Devido à alta transmissibilidade da variante Ômicron, considera-se que a diminuição do tempo de isolamento das pessoas infectadas aumenta o risco de disseminação da doença;

2) Em pessoas com diagnóstico de Covid-19, recomenda-se a manutenção do tempo mínimo de 10 dias de isolamento, considerando-se o início dos sintomas, desde que a pessoa não apresente febre nas últimas 24 horas e sintomas respiratórios;

3) Em pessoas que tiveram contato esporádico com uma pessoa infectada, recomenda-se realizar o teste para diagnóstico imediatamente e quarentena por 5 dias com novo teste no 5º dia após contato; caso não seja possível realizar o teste, manter quarentena por 10 dias;

4) Em pessoas em contato domiciliar com uma pessoa infectada (morando juntas), recomenda-se realizar o teste para diagnóstico imediatamente e quarentena por 10 dias com novo teste no 10º dia após o início dos sintomas da pessoa infectada; caso não seja possível realizar o teste, manter quarentena por 14 dias;

5) A vacinação não impede a contaminação das pessoas pela variante Ômicron, embora reduza substancialmente a gravidade dos sintomas. As grandes barreiras à infecção são o uso de máscaras e a higienização das mãos. É fundamental o incentivo dessas barreiras. O poder público em todas as esferas deve fornecer máscaras adequadas (PFF2 ou N95) aos cidadãos para a prevenção da Covid-19, assim como deve formular resoluções que orientem as pessoas acerca da correta utilização das mesmas;

6) Ressalta-se que a ventilação adequada dos ambientes, sobretudo dos auditórios, salas de aula e laboratórios, é uma medida necessária num momento de recrudescimento da pandemia e de volta parcial às atividades presenciais no âmbito universitário;

7) Destaca-se, também, a importância de serem reforçadas as campanhas educativas de estímulo à vacinação completa em adultos e idosos (duas doses e mais reforço) e em crianças a partir dos 5 anos.

 

X